Tema e objetivo:

'Património e Sustentabilidade:
Ilhas Sustentáveis de Cultura
e Educação Artística'

De que forma a cultura e as artes contribuem para o desenvolvimento sustentável das sociedades?

Os objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDG), também conhecidos como Objetivos Globais, foram adotados pela Organização das Nações Unidades, em 2015, para a promoção de ações em prol do fim da pobreza, da proteção do planeta e da garantia de paz e prosperidade, a serem realizadas por todos os países da ONU até 2030.

A indústria da cultura e das artes podem criar um ambiente impulsionador de ideias e ações de conscientização e de responsabilidade individual alinhado aos objetivos de desenvolvimento sustentável. Deste modo, a Cimeira Mundial de Educação Artística ‘2023 – ‘Património e Sustentabilidade: Ilhas Sustentáveis de Cultura e Educação Artística’ tem como objetivo juntar-se a esta agenda SGD e convidar à apresentação de trabalhos, conferências e workshops com reflexões e casos de boas práticas que demonstrem os desafios e oportunidades que a cultura e as artes oferecem para o desenvolvimento sustentável das sociedades.

Ainda que as artes e a cultura não se caracterizem como metas específicas deste quadro, é claro que demonstram um papel fundamental para alcançar sociedades mais sustentáveis, ao criar empregos, diminuir a pobreza, estimular a criatividade e reforçar o poder da Educação, num momento de crescimento significativo das indústrias culturais.

É, pois, de suma importância fortalecer os sistemas de informação cultural e o intercâmbio entre países para conhecer não apenas o seu impacto económico, mas também gerar políticas públicas que impactem toda a cadeia de valor das indústrias culturais, ajudando a melhorar as condições dos trabalhadores culturais e apoiando a adaptação digital das indústrias culturais.

Sendo o conceito de indústrias culturais e criativas vasto, que abarca um conjunto de atividades que têm em comum a utilização da criatividade, do conhecimento cultural e da propriedade intelectual como recursos para produzir bens e serviços com significado social e culturalcomo sejam as artes performativas e visuais, o património cultural, o artesanato e a joalharia, o cinema, a fotografia, a rádio, a televisão, a música, a edição, o software educacional e de entretenimento e outro software e serviços de informática, os novos media, a arquitetura, o design, a moda e a publicidade – o objetivo da Cimeira Mundial de Educação Artística ‘2023 – ‘Património e Sustentabilidade: Ilhas Sustentáveis de Cultura e Educação Artística’ é incentivar a partilha de conhecimentos, descobertas e novas práticas nas áreas consideradas mais tradicionais e afetas ao património regional de cada país ou região. Desta forma, pretende-se destacar as seguintes áreas de intervenção:

  1. música e instrumentos musicais tradicionais
  2. danças tradicionais
  3. contos e lendas regionais
  4. artesanato

Pretende-se, assim, a apresentação de propostas nestas áreas que visem a dinamização de comunicações e oficinas, dirigidas a professores, educadores, investigadores, estudantes, gestores educativos, artistas, animadores culturais, animadores de serviços educativos de museus e agentes culturais de todo o mundo.

Público-alvo:

– Professores e educadores;

– Investigadores;

– Alunos;

– Gestores e administradores educacionais;

– Artistas;

– Animadores culturais;

– Serviços educativos museológicos;

– Agentes culturais;

– Outros interessados em questões artísticas e educacionais.

Referências:

Somos Ibero-América (2022). A pandemia da COVID-19 deixou a cultura em números vermelhos. Acedido em 23 de fevereiro de 2022, em: https://www.somosiberoamerica.org/pt-br/temas/covid-19/la-pandemia-dejo-a-la-cultura-en-numeros-rojos/  

United Nations Development Programme – UNDP (2022). The Sustainable Development Goals in Action. Acedido em 16 de março de 2022, em: https://www.undp.org/sustainable-development-goals  

Direção-Geral das Atividades Económicas (2022). Indústrias Culturais e Criativas. Acedido em 31 de março de 2022, em: https://www.dgae.gov.pt/gestao-de-ficheiros-externos-dgae-ano-2019/sinopse-industrias-culturais-e-criativas_2018-pdf.aspx